1. DESIGNAÇÃO DO PROJETO

BIOCANT III

2. IDENTIFICAÇÃO DO PROMOTOR

BIOCANT - Associação de Transferência de Tecnologia

3. LOCALIZAÇÃO DO PROJETO

Biocant Park - Parque Tecnológico de Cantanhede

4. DESCRIÇÃO SUMÁRIA E OBJECTIVOS DO PROJETO (expandir/retair)

Possuir uma dimensão significativa em investigadores, espaços laboratoriais, equipamento de vanguarda, projetos e empresas são condições necessárias para que um parque especializado em Biotecnologia possa ambicionar a criar a massa crítica apreciável por parceiros internacionais e nacionais. Atendendo ao pleno funcionamento dos edifícios Biocant I e Biocant II, à falta de espaço laboratorial disponível para instalação de novas empresas, à ocupação do edifício-sede na sua totalidade e à crescente solicitação de espaço laboratorial por parte de empresas torna-se imperativo apresentar uma resposta.

5. DATAS DE INÍCIO E DE CONCLUSÃO DO PROJETO

01 de Junho 2008 a 31 de Maio 2013.

6. CARACTERIZAÇÃO DO EDIFÍCIO BIOCANT III

O piso do rés-do-chão, apresenta 4 grandes espaços laboratoriais, a receção do edifício e a sala de reuniões de uso comum e uma sala técnica de serviços de apoio apetrechada com recursos humanos e equipamento próprio para o efeito, onde são proporcionados serviços de esterilização de batas, lavagem e secagem de material, autoclavagem de limpos/sujos, fornecimento de água desmineralizada, recolha de resíduos, entre outros.

7. CARACTERIZAÇÃO DA UNIDADE BIOPILOT (expandir/retair)

Com este projeto pretende-se constituir uma unidade de biotecnologia industrial que atue como verdadeiro catalisador de competitividade. Uma das mais significativas barreiras ao desenvolvimento das empresas nacionais emergentes na área da biotecnologia industrial é ausência de infraestruturas com a escala e as valências adequadas que lhes permitam testar os seus processos e a produção de lotes de produto para testar o mercado. Por outro lado, a unidade de biotecnologia industrial terá a capacidade de atrair projetos de sectores tradicionais da indústria nacional que poderiam beneficiar de novos processos. Assim, a unidade pretende potenciar o desenvolvimento das PME's de base tecnológica que têm crescentemente surgido no sector, em particular no Biocant Park, muitas com investimento público, mas com dificuldade em mostrar aos seus potenciais clientes ou investidores uma tecnologia madura e robusta, capaz de assegurar o retorno do investimento realizado e, por outro lado, facilitar a incorporação da biotecnologia nos grandes sectores industriais existentes, com benefício para a diferenciação e a competitividade das empresas destes sectores.

8. INVESTIMENTO

O projeto Biocant III envolve um investimento total elegível de 6.763.166,62 € a realizar num período de 2 anos, financiado em 80% pelo QREN, no âmbito do Mais Centro - Programa Operacional Regional do Centro, Sistema de Apoio a Parques de Ciência e Tecnologia e Incubadoras de Empresas de Base Tecnológica.

9. RESULTADOS DO PROJETO (expandir/retair)

Com a execução deste projeto, o Biocant reforçará a sua vertente de parque de ciência e tecnologia especializado em biotecnologia e potenciará:



    1. DESIGNAÇÃO DO PROJETO: GenomePT

    2. CÓDIGO DO PROJETO: POCI-01-0145-FEDER-022184

    3. OBJETIVO PRINCIPAL: Sequenciação e análise de genomas

    4. REGIÃO DE INTERVENÇÃO: Centro

    5. ENTIDADE BENIFICIÁRIA: Biocant – Associação de Transferência de Tecnologia

    6. DATA DE APROVAÇÃ0 16-03-2017

    7. DATA DE INÍCIO 01-06-2017

    8. DATA DE CONCLUSÃ0 30-05-2021

    9. CUSTO TOTAL ELEGÍVEL FEDER

     Co-Promotores Investimento Elegível total
     Universidade de Aveiro 935.492,04 EUR 935.492,04 EUR
     Biocant - Associação de Transferência de Tecnologia 253.736,79 EUR 253.736,79 EUR
     Instituto de Biologia Molecular e Celular - IBMC 142.423,49 EUR 142.423,49 EUR
     ICETA - Instituto de Cências, Tecnologias e Agroambiente da Universidade do Porto 377.181,06 EUR 377.181,06 EUR
     Instituto de Medicina Molecular 123.710,40 EUR 123.710,40 EUR
     IPATIMUP - Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto 502.219,21 EUR 502.219,21 EUR
     Fundação Calouste Gulbenkian 193.000,00 EUR 193.000,00 EUR
     Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I.P. 509.516,00 EUR 509.516,00 EUR
     Universidade de Coimbra 593.489,91 EUR 593.489,91 EUR
     Universidade do Algarve 147.460,00 EUR 147.460,00 EUR
     Universidade do Minho 199.500,00 EUR 199.500,00 EUR
     TOTAL 3.977.728,90 EUR 3.977.728,90 EUR


    10. APOIO FINANCEIRO DA UNIÃO EUROPEIA

     Co-Promotores Incentivo Feder Incentivo OE
     Universidade de Aveiro 795.168,23 EUR 140.323,81 EUR
     Biocant - Associação de Transferência de Tecnologia 215.676,27 EUR 38.060,52 EUR
     Instituto de Biologia Molecular e Celular - IBMC 121.059,97 EUR 21.363,52 EUR
     ICETA - Instituto de Cências, Tecnologias e Agroambiente da Universidade do Porto 320.603,90 EUR 56.577,16 EUR
     Instituto de Medicina Molecular 49.484,16 EUR 74.226,24 EUR
     IPATIMUP - Instituto de Patologia e Imunologia Molecular da Universidade do Porto 426.886,33 EUR 75.332,88 EUR
     Fundação Calouste Gulbenkian 77.200,00 EUR 115.800,00 EUR
     Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, I.P. 203.806,40EUR 305.709,60 EUR
     Universidade de Coimbra 504.466,42 EUR 89.023,49 EUR
     Universidade do Algarve 91.425,20 EUR 56.034,80 EUR
     Universidade do Minho 169.575,00 EUR 29.925,00 EUR
     TOTAL 2.975.351,88 EUR 1.002.377,02 EUR


    11. APOIO FINANCEIRO PÚBLICO NACIONAL 38.060,52 EUR

    12. OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS [...]




    1. DESIGNAÇÃO DO PROJETO: In2Genome - Abordagem integradora no diagnóstico de doenças genéticas

    2. CÓDIGO DO PROJETO: CENTRO-01-0247-FEDER-017800

    3. OBJETIVO PRINCIPAL: Acelerar o diagnóstico de doenças genéticas

    4. REGIÃO DE INTERVENÇÃO: Centro

    5. ENTIDADE BENIFICIÁRIA: Biocant – Associação de Transferência de Tecnologia

    6. DATA DE APROVAÇÃ0 02-05-2017

    7. DATA DE INÍCIO 01-07-2017

    8. DATA DE CONCLUSÃ0 30-06-2020

    9. CUSTO TOTAL ELEGÍVEL FEDER

     Co-Promotores Investimento Elegível total
     CBRA GENOMICS, S.A. 398 583,91 EUR 398 583,91 EUR
     BIOCANT - ASSOCIAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA 289 825,32 EUR 289 825,32 EUR
     CENTRO HOSPITALAR E UNIVERSITÁRIO DE COIMBRA, E.P.E. 293 962,66 EUR 284 586,99 EUR
     TOTAL 982 371,89 EUR 972 996,22 EUR


    10. APOIO FINANCEIRO DA UNIÃO EUROPEIA

     Co-Promotores Incentivo
     CBRA GENOMICS, S.A. 285 226,46 EUR
     BIOCANT - ASSOCIAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA 217 368,99 EUR
     CENTRO HOSPITALAR E UNIVERSITÁRIO DE COIMBRA, E.P.E. 213 440,24 EUR
     TOTAL 716 035,69 EUR


    11. OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS
       Este projeto visa o desenvolvimento/implementação de novas ferramentas na plataforma ExomeLoupe para pesquisa de variantes em
       indivíduos com doenças raras.





    1. DESIGNAÇÃO DO PROJETO: Porto NS

    2. CÓDIGO DO PROJETO: POCI-01-0247-FEDER-017736

    3. OBJETIVO PRINCIPAL: Seleção de leveduras não-saccharomyces endógenas ao Vinho do Porto

    4. REGIÃO DE INTERVENÇÃO: Centro

    5. ENTIDADE BENIFICIÁRIA: Biocant – Associação de Transferência de Tecnologia

    6. DATA DE APROVAÇÃ0 30-08-2016

    7. DATA DE INÍCIO 01-07-2016

    8. DATA DE CONCLUSÃ0 31-12-2019

    9. CUSTO TOTAL ELEGÍVEL FEDER

     Co-Promotores Investimento Elegível total
     Ângelo Coimbra & Ca Lda 182.602,07 EUR 174.095,89 EUR
     BIOCANT - ASSOCIAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA 234.508,79 EUR 234.508,79 EUR
     Symington - Vinhos, S.A. . 159.849,65 EUR 157.584,03 EUR
     TOTAL 576.960,51 EUR 566.188,71EUR


    10. APOIO FINANCEIRO DA UNIÃO EUROPEIA

     Co-Promotores Incentivo
     Ângelo Coimbra & Ca Lda 123.630,37 EUR
     BIOCANT - ASSOCIAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA 175.881,60 EUR
     Symington - Vinhos, S.A. 82.839,09 EUR
     TOTAL 382.351,06 EUR


    11. OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS
 

O Sector do vinho do Porto é de uma inquestionável importância económico-social, quer a nível regional, quer a nível nacional. No entanto a sua produção ainda muito tradicional em alguns dos seus pontos críticos. A fermentação é um dos pontos críticos que não é de todo controlada, pois está sempre dependente das populações de leveduras (Saccharomyces e Não-Saccharomyces) endógenas, que poderão ter a capacidade de realizar o arranque da fermentação, ou não. O projeto Porto NS vem dar resposta a uma necessidade específica da produção do Vinho do Porto: A Inexistência de Leveduras Não-Saccharomyces endógenas da região demarcada do Douro, selecionadas para otimizar os arranques de fermentação de mostos destinados à produção de Vinho do Porto. A missão do Porto NS é identificar e selecionar uma estirpe e/ou conjunto de estirpes não-Saccharomyces, que reflita a tipicidade do terroir do Douro, mantendo o perfil organolético do Vinho do Porto. Simultaneamente, estas estirpes devem permitir um maior controlo do processo fermentativo, reduzindo os riscos de aparecimento de leveduras prejudiciais à fermentação, que muitas vezes se encontram associadas a fermentações espontâneas e não controladas. Ao selecionar estas leveduras, o Porto NS não só irá desenvolver um produto inovador – estirpes NSAC endógenas e diferenciadoras, como também permitirá inovar no processo fermentativo – permitindo um maior controlo. Consequentemente, o desenvolvimento deste produto permitirá desenvolver Vinhos do Porto diferenciados e inovadores, que certamente contribuirão para o aumento da competitividade do sector e afirmação da qualidade dos Vinho do Porto no mercado global.

 





    1. DESIGNAÇÃO DO PROJETO: MicroBioWines

    2. CÓDIGO DO PROJETO: POCI-01-0247-FEDER-017987

    3. OBJETIVO PRINCIPAL: Estudo do impacto da inovação nos processos vitininículas nos consórcios microbianos e a sua importância na produção de vinhos diferenciados

    4. REGIÃO DE INTERVENÇÃO: Centro

    5. ENTIDADE BENIFICIÁRIA: Biocant – Associação de Transferência de Tecnologia

    6. DATA DE APROVAÇÃ0 14-09-2016

    7. DATA DE INÍCIO 17-10-2016

    8. DATA DE CONCLUSÃ0 16-01-2020

    9. CUSTO TOTAL ELEGÍVEL FEDER

     Co-Promotores Investimento Elegível total
     Herdade da Malhadinha Nova - Sociedade Agricola e Turística, S.A. 205.707,35 EUR 196.348,42 EUR
     Universidade do Algarve 273.094,92 EUR 272.098,62 EUR
     Biocant - Associação de Transferência de Tecnologia 181.163,65 EUR 181.163,65 EUR
     TOTAL 659.965,92 EUR 649.610,69EUR


    10. APOIO FINANCEIRO DA UNIÃO EUROPEIA

     Co-Promotores Incentivo
     Herdade da Malhadinha Nova - Sociedade Agricola e Turística, S.A. 109.818,12 EUR
     Universidade do Algarve 168.701,15 EUR
     Biocant - Associação de Transferência de Tecnologia 135.872,73 EUR
     TOTAL 414.392,00 EUR


    11. OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS
 

O sector vitivinícola desempenha um papel fundamental na economia Portuguesa, sendo o quinto maior produtor de vinho na Europa. Os produtores de vinho estão constantemente à procura de técnicas inovadoras para se diferenciar e melhorar a qualidade do vinho. Uma área pouco explorada, é a produção de vinhos biológicos, muito embora Portugal possua características únicas para o fazer, e vinhos que explorem e alavanquem os seus recursos genéticos microbiológicos como forma de adicionar valor. O MicroBioWines apresenta-se, assim, como um projeto único e inovador, onde se irá caracterizar profundamente do ponto de vista microbiológico, o impacto dos processos vitivinícolas no consórcio microbiológico presente, quer na vinha quer nas fermentações em adega. Só com este conhecimento será possível perceber como é que as alterações nas práticas vitivinícolas impactam o microbioma, e desta forma avaliar as suas reais consequências quer no equilíbrio microbiano nas vinhas, quer na qualidade do produto final. Estes conhecimentos são de relevância extrema, para que num futuro de médio-curto prazo seja possível a conversão de um sistema em modo de proteção integrada para um de produção biológica. Pretendemos ainda determinar o impacto do terroir microbiológico no vinho.

 
   





    1. DESIGNAÇÃO DO PROJETO: BioClarVino II

    2. CÓDIGO DO PROJETO: POCI-01-0247-FEDER-017687

    3. OBJETIVO PRINCIPAL: Desenvolvimento de extratos proteicos de levedura desidratados para estabilização e clarificação de vinhos

    4. REGIÃO DE INTERVENÇÃO: Centro

    5. ENTIDADE BENIFICIÁRIA: Biocant – Associação de Transferência de Tecnologia

    6. DATA DE APROVAÇÃ0 25-10-2017

    7. DATA DE INÍCIO 01-04-2016

    8. DATA DE CONCLUSÃ0 30-03-2019

    9. CUSTO TOTAL ELEGÍVEL FEDER

     Co-Promotores Investimento Elegível total
     PROENOL - INDÚSTRIA BIOTECNOLÓGICA LDA 909.164,56 EUR 909.164,56 EUR
     UNIVERSIDADE DO PORTO 336.655,01 EUR 289.073,01 EUR
     BIOCANT - ASSOCIAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA 383.908,28 EUR 364.061,47 EUR
     TOTAL 1.629.727,85 EUR 1.562.299,04 EUR


    10. APOIO FINANCEIRO DA UNIÃO EUROPEIA

     Co-Promotores Incentivo
     PROENOL - INDÚSTRIA BIOTECNOLÓGICA LDA 632.879,45 EUR
     UNIVERSIDADE DO PORTO 216.804,75 EUR
     BIOCANT - ASSOCIAÇÃO DE TRANSFERÊNCIA DE TECNOLOGIA 273.046,11 EUR
     TOTAL 1.122.730,31 EUR


    11. OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS
 

A indústria do vinho é uma das principais indústrias do nosso País. É um sector com grande volume de negócios à qual estão associados milhares de postos de trabalho. Na última década verificou-se um aumento de consumo de vinho, aumento esse que se refletiu tanto em volume como em valor das exportações a nível global. A obrigatoriedade de menção na rotulagem da presença de caseína no vinho e a inexistência de alternativas à caseína no que respeita à limitação ou tratamento de fenómenos oxidativos, deixou os produtores de vinho sem uma ferramenta há muito utilizada, sobretudo para afinamento de vinhos brancos. Os EPL’s desenvolvidos no BioClarVino apresentaram-se como agentes de colagem biológicos, obtidos a partir de leveduras enológicas, isentos de alergénios e com propriedades equivalentes à caseína, colmatando a lacuna existente atualmente no mercado.  Assim, o BioClarVino II tem como objetivo principal o desenvolvimento de um Produto Enológico Inovador – um Extrato Proteico de Leveduras (EPL) desidratado que se posicione não só como uma alternativa à caseína ácida na colagem de vinhos mas também como um agente estabilizante de mais largo espectro. Deste modo, o projeto BioClarVino II pretende atingir a investigação industrial e o desenvolvimento final de um produto que irá munir os operadores do sector dos vinhos com uma ferramenta única, biológica e não alergénica com efeito preventivo e curativo a nível de oxidações nos vinhos, e com aplicabilidade a outros segmentos de vinho.

 





    1. DESIGNAÇÃO DO PROJETO: Inov C 2020

    2. CÓDIGO DO PROJETO: CENTRO-01-0246-FEDER-000017

    3. OBJETIVO PRINCIPAL: [...]

    4. REGIÃO DE INTERVENÇÃO: Centro

    5. ENTIDADE BENIFICIÁRIA: ABAP – Associação Beira Atlântico Parque

    6. DATA DE APROVAÇÃ0 24-04-2017

    7. DATA DE INÍCIO 18-04-2017

    8. DATA DE CONCLUSÃ0 17-10-2019

    9. CUSTO TOTAL ELEGÍVEL FEDER 78.961,00 EUR

    10. APOIO FINANCEIRO DA UNIÃO EUROPEIA 67.116,85 EUR

    11. OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS [...]




    1. DESIGNAÇÃO DO PROJETO: Incubação Centro 2016

    2. CÓDIGO DO PROJETO: CENTRO-02-0651-FEDER-000036

    3. OBJETIVO PRINCIPAL: [...]

    4. REGIÃO DE INTERVENÇÃO: Centro

    5. ENTIDADE BENIFICIÁRIA: ABAP – Associação Beira Atlântico Parque

    6. DATA DE APROVAÇÃ0 13-07-2016

    7. DATA DE INÍCIO 01-07-2016

    8. DATA DE CONCLUSÃ0 31-12-2018

    9. CUSTO TOTAL ELEGÍVEL FEDER 62.532,58 EUR

    10. APOIO FINANCEIRO DA UNIÃO EUROPEIA 53.152,69 EUR

    11. OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS [...]




    1. DESIGNAÇÃO DO PROJETO: Biotech@Centro

    2. CÓDIGO DO PROJETO: CENTRO-02-0752-FEDER-000024

    3. OBJETIVO PRINCIPAL: [...]

    4. REGIÃO DE INTERVENÇÃO: Centro

    5. ENTIDADE BENIFICIÁRIA: ABAP – Associação Beira Atlântico Parque

    6. DATA DE APROVAÇÃ0 13-07-2016

    7. DATA DE INÍCIO 01-06-2016

    8. DATA DE CONCLUSÃ0 31-05-2019

    9. CUSTO TOTAL ELEGÍVEL FEDER 263.036,79 EUR

    10. APOIO FINANCEIRO DA UNIÃO EUROPEIA 223.581,27 EUR

    11. OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS [...]




    1. DESIGNAÇÃO DO PROJETO: ArCovid19

    2. CÓDIGO DO PROJETO: CENTRO-01-02B7-FEDER-070305

    3. OBJETIVO PRINCIPAL: Deteção e avaliação da presença de coronavírus SARS-CoV-2 em ar interior de espaços confinados considerados críticos ou de alto risco

    4. REGIÃO DE INTERVENÇÃO: Centro

    5. ENTIDADES BENIFICIÁRIAS: Biocant – Associação de Transferência de Tecnologia & Biocant R&D, Lda.

    6. DATA DE APROVAÇÃ0 09-09-2020

    7. DATA DE INÍCIO 01-09-2020

    8. DATA DE CONCLUSÃ0 28-02-2021

    9. CUSTO TOTAL ELEGÍVEL 157.716,36 EUR

    10. APOIO FINANCEIRO DA UNIÃO EUROPEIA FEDER 126.173,09 EUR

    11. OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS
 
O projeto ArCOVID19 tem como objetivo primordial desenvolver uma metodologia para deteção da presença de coronavírus SARS-CoV-2 em amostras de ar com vista à deteção precoce deste microrganismo patogénico responsável pelo atual estado de pandemia.

As atividades do projeto podem ser assim divididas em dois quadrantes:

- Definição e otimização da metodologia do teste

- Realização de amostragens e testes em ambientes críticos, com vista à validação do teste em amostras de ar interior de espaços confinados da área da saúde considerados críticos ou de alto risco.

No final do projeto espera-se ter desenvolvido este teste até à fase pré-comercial.

O conhecimento resultante deste projeto permitirá desenvolver uma nova área de negócio, mas também novos mercados, dado que possibilitará, num segundo momento, abordar a indústria e transportes públicos, nomeadamente a aviação comercial, importantes veículos de propagação do vírus, ou outros locais que se venham a revelar como pertinentes, como seja o caso, por exemplo, de centros comerciais, permitindo para um vasto leque de entidades a apresentação deste novo serviço alargando assim o mercado de atuação futura.





    1. DESIGNAÇÃO DO PROJETO: BIOCANT IV

    2. CÓDIGO DO PROJETO: CENTRO-01-0246-FEDER-000043

    3. OBJETIVO PRINCIPAL:
 
Reforçar a oferta e competitividade do setor da Biotecnologia na região, através de uma aposta na capacitação da infraestrutura Biocant Park

    4. REGIÃO DE INTERVENÇÃO: Centro

    5. ENTIDADES BENIFICIÁRIAS: Biocant Park, S.A.

    6. DATA DE APROVAÇÃ0 22-10-2019

    7. DATA DE INÍCIO 01-03-2019

    8. DATA DE CONCLUSÃ0 31-05-2022

    9. CUSTO TOTAL ELEGÍVEL 6.037.908,83 EUR

    10. APOIO FINANCEIRO DA UNIÃO EUROPEIA FEDER 3.924.640,74 EUR

    11. OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS
 


O objetivo principal do projeto Biocant IV é reforçar a oferta e competitividade do setor da Biotecnologia na região, através de uma aposta na capacitação da infraestrutura Biocant Park.

Enquanto entidade focada no acolhimento e valorização de atividades de elevada intensidade tecnológica, entende-se pertinente melhorar a sua oferta atual, em concreto a sua infraestrutura e serviços acoplados, de modo a manter todo o ecossistema dotado de infraestruturas e equipamentos tecnológicos capazes de apoiar as atividades das empresas que selecionam o parque para implementar a sua atividade empresarial, independentemente do estado de desenvolvimento em que se encontram.

Para tal, a presente candidatura centra-se na implementação de um novo edifício, o Biocant IV, de tipologia semelhante a dois dos atuais edifícios do parque, os quais estão já em pleno funcionamento.

Deste modo, o plano de trabalhos desenhado teve como base a forte experiência obtida pela execução deste projetos anteriores, sendo por isso assente num modelo otimizado e validado, o que permitiu delinear uma proposta sólida, definida com especial atenção às necessidades do setor.

 





    1. DESIGNAÇÃO DO PROJETO: InovC+

    2. CÓDIGO DO PROJETO: CENTRO-01-0246-FEDER-000044

    3. OBJETIVO PRINCIPAL:
 
Programa Estratégico Especial piloto que visa a implementação e consolidação de um Ecossistema Regional de Inovação Inteligente que, num contexto de trabalho em rede, potencie a valorização e a transferência de conhecimento e de resultados de I&D+I para a economia regional, devidamente alinhada com a RIS 3 Centro, com vista à transformação de ideias inovadoras em iniciativas empresariais, devendo, assim, incluir atividades de espectro diverso

    4. REGIÃO DE INTERVENÇÃO: Centro

    5. ENTIDADES BENIFICIÁRIAS:
 
Universidade de Coimbra | Universidade de Aveiro | Instituto Politécnico de Coimbra | Instituto Pedro Nunes | Universidade da Beira Interior | Instituto Politécnico de Leiria | Instituto Politécnico de Castelo Branco | Instituto Politécnico da Guarda | Instituto Politécnico de Tomar | Biocant – Associação de Transferência de Tecnologia | ITECONS – Instituto de Investigação e Desenvolvimento Tecnológico para a Construção, Energia, Ambiente e Sustentabilidade | Raiz – Instituto de Investigação da Floresta e Papel | Instituto Politécnico de Viseu | TagusValley – Associação para a Promoção e Desenvolvimento do Tecnopólo do Vale do Tejo | OBITEC – Associação Óbidos Ciência e Tecnologia | SERQ – Centro de Inovação e Competências da Floresta | AIBILI – Associação para a Investigação Biomédica e Inovação em Luz e Imagem | AEMITEQ – Associação para a Inovação Tecnológica e Qualidade | Associação BLC3 – Campus de Tecnologia e Inovação


    6. DATA DE APROVAÇÃ0 21-10-2021

    7. DATA DE INÍCIO 01-04-2021

    8. DATA DE CONCLUSÃ0 31-03-2023

    9. CUSTO TOTAL ELEGÍVEL 3.393.755,86 EUR, cabendo ao co-promotor Biocant o valor de 129.583,78 EUR

    10. APOIO FINANCEIRO DA UNIÃO EUROPEIA FEDER 2.884.692,48 EUR, cabendo ao co-promotor Biocant o valor de 110.146,21 EUR

    11. OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS
     
 
1. Acelerar a mudança de atitudes, valores e comportamentos mais empreendedores e abertos, na colaboração em projetos de inovação, uso de novas ideias e tecnologias, tomada de risco e combate ao estigma do fracasso;
  2. Potenciar as comunidades académicas para a criação de projetos inovadores nos quais se perspetive a transferência de conhecimento para o tecido empresarial;
  3. Apoiar a criação de empresas de base tecnológica assentes em conhecimento avançado;
  4. Promover o aumento da intensidade tecnológica do tecido empresarial da região reforçando a sua ligação ao SCTN;
  5. Captar investimento direto estrangeiro vocacionado para a criação ou reforço de unidades empresariais de alta tecnologia na região;
  6. Sensibilizar as empresas para o ecossistema de inovação que permitirá alargar as suas valências;
  7. Estabelecer networking entre o consórcio e os participantes, de modo a consolidar o conhecimento assimilado;
  8. Ampliar, disseminar e divulgar o conhecimento gerado.






    1. DESIGNAÇÃO DO PROJETO: BiotechSTARS

    2. CÓDIGO DO PROJETO: CENTRO-04-3560-FSE-072507

    3. OBJETIVO PRINCIPAL:
 
O projeto BiotechSTARS pretende promover uma cultura bioempreendedora através de um conjunto concertado de iniciativas de deteção, estímulo e capacitação de ideias inovadoras direcionadas a intervenientes em biotecnologia, de modo a impulsionar a criação de novas iniciativas empresariais sustentáveis na região Centro.

    4. REGIÃO DE INTERVENÇÃO: Centro

    5. ENTIDADES BENIFICIÁRIAS:
 
Centro de Neurociências e Biologia Celular | Biocant – Associação de Transferência de Tecnologia | IATV – Instituto do Ambiente Tecnologia e Vida


    6. DATA DE APROVAÇÃ0 01-01-2021

    7. DATA DE INÍCIO 01-01-2022

    8. DATA DE CONCLUSÃ0 30-06-2023

    9. CUSTO TOTAL ELEGÍVEL 475.096,42 EUR, cabendo ao co-promotor Biocant o valor de 115.967,11 EUR

    10. APOIO FINANCEIRO DA UNIÃO EUROPEIA FSE 403.831,95 EUR, cabendo ao co-promotor Biocant o valor de 98.572,04 EUR

    11. OBJETIVOS, ATIVIDADES E RESULTADOS ESPERADOS/ATINGIDOS
     
 
1. Estimular e apoiar a geração e desenvolvimento de ideias inovadoras com potencial empreendedor;
  2. Capacitar em empreendedorismo e inovação tendo em conta as especificações do setor da biotecnologia;
  3. Promover o networking e colaboração entre empresas biotecnológicas, investigadores e bio-empreendedores;
  4. Apoiar e incentivar na angariação de investimento tendo em vista a criação de novas empresas no sector da biotecnologia;
  5. Capacitar as camadas mais jovens para as temáticas de bio-empreendedorismo e inovação;
  6. Sensibilizar a sociedade para a temática do empreendedorismo na área da biotecnologia.